WhatsApp do Vestiprovas
Compartilhar

Responder Questão:

Rio de Janeiro UFRJ 2006.1 Questão: 5 Português Geral 

O sentido do tempo mudou. Essa transformação definiu o século XX e dentro de seu campo de possibilidades pode-se pensar no ingresso no novo milênio. O instantâneo, o imediato, o encurtamento da espera (...)

(Beatriz Sarlo)

 

O texto relaciona-se, em alguma medida, ao conteúdo do fragmento acima, no que se refere à percepção do sentido do tempo pelo homem.

 

TEXTO II: De manhã

O hábito de estar aqui agora
aos poucos substitui a compulsão
de ser o tempo todo alguém ou algo.

Um belo dia – por algum motivo
é sempre dia claro nesses casos –
você abre a janela, ou abre um pote

de pêssegos em calda, ou mesmo um livro
que nunca há de ser lido até o fim
e então a idéia irrompe, clara e nítida:

É necessário? Não. Será possível?
De modo algum. Ao menos dá prazer?
Será prazer essa exigência cega

a latejar na mente o tempo todo?
Então por quê?
E neste exato instante
você por fim entende, e refestela-se
a valer nessa poltrona, a mais cômoda
da casa, e pensa sem rancor:
Perdi o dia, mas ganhei o mundo.

(Mesmo que seja por trinta segundos.)

(BRITO, Paulo Henriques. As três epifanias – III. In: BRITO, P. H. Macau. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. p. 72-73)

 

A conjunção adversativa mas, utilizada no penúltimo verso do texto II, além de implicar contraste, desempenha papel argumentativo específico.

Explique esse papel.

 

 

 

 

A conjunção mas desempenha o papel de realçar o conteúdo da segunda oração, que constitui o elemento central na argumentação.



TEMPO NA QUESTÃO

Relógio00:00:00

Gráfico de barras Meu Desempenho

Português Geral

Total de Questões: ?

Respondidas: ? (0,00%)

Certas: ? (0,00%)

Erradas: ? (0,00%)

Somente usuários cadastrados!

Postar dúvida ou solução ...