WhatsApp do Vestiprovas
Compartilhar

Responder Questão:

Santa Catarina UDESC 2010.2 1ª Fase Questão: 108 Português Interpretação de textos 

Texto 2
É claro que, moça culta e inteligente, Natascha possuía um apurado senso estético e apreciava o que a cultura açoriana apresenta de mais característico, como seus antigos engenhos, o trabalho das rendeiras, o casario típico e o belo artesanato popular. Mas com relação às manifestações de caráter fantástico permanecia irredutível. Continuava achando tudo aquilo crendice de baixo extrato, sem o menor valor para antropologia. Pensava até em desistir do trabalho.
Na manhã ensolarada de uma sexta-feira, eles estavam em Ribeirão da Ilha, quando Ricardo lembrou-se que lá vivia Sinhá Vitelina, uma velhinha com fama de sábia, considerada “médica, curandeira do sítio”, o corpo já vergado pelo peso de mais de oitenta anos. *...+
“Então vosmecê não acredita em bruxas”, disse Sinhá Vitelina, com seu rápido linguajar e os olhinhos quase encobertos pela face enrugada, dirigindo-se a Natascha, após as conversas preliminares. “Pois está muito enganada, minha filha. Bruxaria é a maldade que ainda domina o mundo e se aloja na cabeça das pessoas. É o ódio, a inveja, o despeito, a luxúria, a violência, a maledicência, a ganância, a roubalheira, a injustiça, a desigualdade, a guerra, o querer a desgraça dos outros. [....] Têm também os vícios, como o cigarro e o álcool, provocações que vêm do reino do malino. E o dinheiro, uma invenção demoníaca, ainda comanda as ações dos homens. Tudo isso é bruxaria. É preciso acreditar nas bruxas, para lutar contra elas. E uma bruxa, hoje em dia, não precisa ser feia, velha, nariguda, desdentada, com pitiúme de bode. Pode até ser uma dama rica da cidade, cheia de joias e apetrechos, com o corpo do mundo muito bem vestido, mas com o corpo espiritual cheio de maldade.”
Raul Caldas Filho. Noites de encantamento. in: 13 Cascaes. Florianópolis: Fundação Franklin Cascaes, 2009, pp. 86 e 87.

Com relação à leitura do Texto 2 e do conto Noites de encantamento, de Raul Caldas Filho, analise as proposições.
I. Sinhá Vitelina acredita nas manifestações bruxólicas de Franklin Cascaes, como aparições e encantamentos em noites de lua cheia.

II. Sinhá Vitelina morava no Ribeirão da Ilha, onde era repudiada pela população local devido ao seu conhecimento em ervas e chás.
III. Pode-se deduzir que a forma da fala “rápido linguajar” (linha 9) caracteriza o manezês, a linguagem usada pelo manezinho, especialmente o do interior das comunidades pesqueiras da Ilha de Santa Catarina.
IV. Bruxaria, para Sinhá Vitelina, é tudo de mal capaz de passar pela cabeça do homem.
V. Da leitura do texto 2 infere-se que uma bruxa pode enfeitar-se com adornos e vestimentas muito bem apresentáveis, embora seu interior esteja inebriado de perversidade.

Assinale a alternativa correta.

 



TEMPO NA QUESTÃO

Relógio00:00:00

Gráfico de barras Meu Desempenho

Português Interpretação de textos

Total de Questões: ?

Respondidas: ? (0,00%)

Certas: ? (0,00%)

Erradas: ? (0,00%)

Somente usuários cadastrados!

Postar dúvida ou solução ...