WhatsApp do Vestiprovas
Compartilhar

Responder Questão:

Rio Grande do Sul Puc-RS 2013.2 Questão: 23 Português Geral 

INSTRUÇÃO: Responder às questões 21 a 25 com base no texto 1.

TEXTO 1

O jeitinho brasileiro Não há sistema que impeça a aplicação da “Lei de Gérson”.

  1. A propaganda de cigarros com o jogador Gérson,
  2. nos anos 70, cultuava a mentalidade de tirar vantagem
  3. em tudo. A filosofia mais vívida no povo brasileiro,
  4. eternizada em sambas de Bezerra da Silva, é a de
  5. que malandro é malandro, mané é mané.
  6. A cultura de passar os outros para trás é uma característica
  7. tão marcante dos brasileiros que deixou as
  8. carpetas de jogos e transferiu-se para a prática quase
  9. diária, tornando-se mundialmente famosa. O jeitinho
  10. brasileiro é um selo de marca registrada, tornou-se
  11. uma forma de fazer as coisas da maneira mais fácil,
  12. menos trabalhosa e que, às vezes, traz algum retorno.
  13. O problema é que o jeitinho se transferiu para o
  14. âmbito jurídico e fez do Brasil o país das leis que não
  15. são cumpridas. Até mesmo a Constituição aplaude a
  16. malandragem. O cidadão não é obrigado a produzir
  17. provas contra si mesmo. O maior exemplo é a Lei
  18. Seca, elaborada para acabar com o estratosférico
  19. número de mortes no trânsito, causado, comprovadamente,
  20. por embriaguez ao volante. Foi preciso chegar
  21. ao rigor zero para que a lei seja cumprida, mas, ainda
  22. assim, a Procuradoria-Geral da União contesta no
  23. Supremo Tribunal, alegando que é inconstitucional.
  24. Há quem considere, no entanto, que o jeitinho
  25. brasileiro nem sempre é uma coisa “ruim”. Há alguns
  26. anos, era muito comum a comercialização das fichas
  27. de passagens do transporte coletivo. As transações
  28. nas paradas de ônibus viraram uma prática quase
  29. profissional, o que garantia renda para alguns ambulantes.
  30. Os que negociavam vale-transporte dessa forma
  31. viam, na venda, uma alternativa para fomentar os
  32. salários, que até hoje estão aquém das necessidades
  33. da população. A implantação de um sistema de cartão
  34. de crédito com passagens não evitou o comércio por
  35. muito tempo, e a prática está novamente na rua. O
  36. jeitinho brasileiro é isto: procurar uma falha no sistema
  37. e usá-la a seu favor.

http://www.jornalminuano.com.br/noticia.php? id=85504&data=15/03/2013&ok=1 Editorial acessado em 17 de março de 2013 (adaptado)

INSTRUÇÃO: Para responder à questão 23, considere a expressão “malandro é malandro, mané é mané” (linha 05) e preencha os parênteses com V
(verdadeiro) ou F (falso). 

( ) A frase se vale dos recursos da oposição de ideias e da repetição, os quais lhe conferem maior expressividade. 

( ) A substituição de “malandro é malandro” por “astuto é astuto” deixaria os termos da frase com o mesmo grau de formalidade. 

( ) A vírgula poderia ser substituída por ponto e vírgula, recurso que destacaria a índole dos dois tipos. 

( ) O termo “mané” contém carga negativa, estando empregado em sentido pejorativo. 

( ) O segundo elemento de cada oração funciona como adjetivo. 

A alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo, é:



TEMPO NA QUESTÃO

Relógio00:00:00

Gráfico de barras Meu Desempenho

Português Geral

Total de Questões: ?

Respondidas: ? (0,00%)

Certas: ? (0,00%)

Erradas: ? (0,00%)

Somente usuários cadastrados!

Postar dúvida ou solução ...