WhatsApp do Vestiprovas
Compartilhar

Responder Questão:

Paraná Puc-PR 2013.1 Questão: 1 Português Redação 

 

 

 

Leia a coletânea a seguir e selecione o que julgar pertinente para a realização da proposta. Articule os elementos selecionados com sua experiência de leitura e reflexão. O uso da coletânea é motivador. Não será(ão) aceita(s) cópia(s) integral(is) que caracterize(m) seu texto como mera reprodução dos fragmentos da coletânea.

ATENÇÃO – sua redação será anulada se você (i) reproduzir a coletânea ou (ii) fugir ao recorte temático ou (iii) não escrever uma dissertação ou (iv) não atender ao número mínimo (20) ou máximo (25) de linhas.

1. Menos disputadas, novas carreiras são promissoras

Todos os anos, cursos tradicionais como Medicina, Direito e Arquitetura são os mais concorridos nos processos seletivos das universidades em todo o país. Ao escolher um deles, além da dificuldade em ingressar na faculdade, o aluno também enfrentará um mercado de trabalho competitivo. Por isso, optar por novos cursos, como Biomedicina, Economia Agroindustrial, Aeronave, Física de Materiais, Gestão da Informação, Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia, entre outros, pode ser uma alternativa para conseguir um emprego em um mercado menos disputado. No topo dessa lista estão os cursos ligados às novas tecnologias digitais. [...] Os estudantes que escolhem esses cursos “menos badalados” e mais ligados às novas demandas da sociedade enfrentam uma dificuldade: convencer os pais de que a decisão será bem-sucedida. “Geralmente os pais esperam que o filho siga a profissão da família ou opte por cursos mais tradicionais, por acreditarem que, supostamente, o retorno financeiro gerado por esses cursos é mais seguro, o que nem sempre é verdade”, explicou Charlie Camilo, psicólogo e especialista em educação. Este é o caso do aluno Alexandre Mendonça, que pretende cursar Tradução na Universidade Federal de Uberlândia (MG) e não tem o apoio dos pais. “Eles querem que eu faça cursinho para Medicina, mas essa é a vontade deles, não a minha”, afirmou. Para Mendonça, a escolha dessa profissão não se limitou à sua vocação, mas também considerou a oportunidade de novos empregos, como os que surgirão por causa da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

Fonte: Portal Administradores.com, 11 de janeiro de 2010. Adaptado.

2. Redes sociais dão força à carreira internacional

Após postar imagens de alguns trabalhos na internet, a dupla de estilistas Alessandro Lázaro, 31, e Mauricio Mariano, 45, foi contratada para produzir editoriais de moda para revistas da Alemanha, da República Checa e dos Estados Unidos. Eles são exemplos de como investir na presença profissional on-line, para além dos escritórios e das salas de aula das universidades, amplia os horizontes na hora de conseguir um trabalho. Lázaro conta que a dupla divulga fotos na rede há cerca de quatro anos, usando o Flickr, site de imagens do Yahoo!. O estilista diz que as pessoas devem selecionar bem o que vão expor. "Eles [os contratantes] vão olhar o seu trabalho com o mesmo olhar crítico que teriam em uma entrevista de emprego ou estágio curricular”, diz. [...] Um bom perfil na rede pode abrir as portas para uma vaga fixa em uma empresa internacional. Por meio de um contato no LinkedIn, Camillo Di Jorge, 34, conseguiu o cargo de diretor da Eset, uma fabricante de antivírus com sede na Eslováquia, quando a empresa estava abrindo o escritório no Brasil. Com apenas 22 anos, o jovem Rafael dos Santos, de São Paulo, é exemplo de profissional recém-saído da universidade que conseguiu emprego em uma multinacional com sede nos Estados Unidos graças a um blog. Na página on-line, Rafael expôs alguns trabalhos elaborados durante a graduação em webdesign, uma carreira emergente. As criações chegaram aos diretores de uma empresa de material esportivo e o jovem foi contratado. “Já durante auniversidade o estudante precisa usar a internet a seu favor, fazendo da rede uma espécie de vitrine pessoal,” conta. Mas todo cuidado é pouco: “O grande problema é que pessoas mal intencionadas podem usar o seu trabalho sem qualquer permissão, agindo com má fé”, alerta o jovem.

Felipe Maia
Fonte: Folha de S. Paulo, 29/07/2012. Adaptado.


Proposta de Redação

Dada a coletânea, elabore sua dissertação a partir do seguinte recorte temático:

Carreiras profissionais: as novas demandas sociais e as tecnologias contemporâneas

SOBRE A REDAÇÃO:

Instruções:

1. A fim de problematizar a questão apresentada, discuta sobre a escolha profissional, os papéis das novas carreiras e tecnologias com base nos seguintes pontos:

a) Novas carreiras versus carreiras tradicionais: o papel da família na hora da escolha e a demanda social por novas profissões.
b) Formação universitária, mercado de trabalho e uso das redes sociais.

2. Trabalhe seus argumentos a fim de estabelecer relações entre os pontos a) e b), que são complementares.

3. Explore os argumentos de modo a justificar o seu ponto de vista.

4. Seu texto deverá ter de 20 a 25 linhas.

6. O título é facultativo.

 

 

 



TEMPO NA QUESTÃO

Relógio00:00:00

Gráfico de barras Meu Desempenho

Português Redação

Total de Questões: ?

Respondidas: ? (0,00%)

Certas: ? (0,00%)

Erradas: ? (0,00%)

Somente usuários cadastrados!

Postar dúvida ou solução ...