WhatsApp do Vestiprovas
Compartilhar

Responder Questão:

Goiás IFG 2013.1 Questão: 25 Física Eletricidade e Magnetismo Magnetismo 

Reversão do campo magnético está atrasada e preocupa cientistas

    A única coisa que evita que a Terra tenha um ambiente sem vida, como em Marte, é o campo magnético que nos protege da radiação solar letal e ajuda alguns animais a migrarem. Esse campo pode ser muito mais frágil do que se imagina. Cientistas afirmam que ele está ficando mais fraco e pode praticamente desaparecer em 500 anos, antes de fazer uma reversão completa.
    Isso já aconteceu antes - o registro geológico sugere que o campo magnético tem revertido a cada 250 mil anos, indicando que, como o último evento ocorreu há 800 mil anos, o próximo parece estar atrasado. “O norte magnético migrou mais de 1,5 mil km no último século”, afirmou Conall Mac Niocaill, cientista da Universidade Oxford. “Nos últimos 150 anos, a força do campo magnético diminuiu 10%, o que pode indicar que uma reversão deve ocorrer”.
    Embora seja difícil prever os efeitos desse fenômeno, as consequências podem ser enormes. A perda do campo magnético em Marte, há bilhões de anos, pôs fim à vida no planeta, se é que existiu alguma vida ali, afirmam os cientistas.
    Mac Niocaill afirmou que Marte provavelmente perdeu seu campo magnético entre 3,5 bilhões e 4 bilhões de anos atrás, com base em observações de que as rochas no hemisfério sul do planeta têm magnetização.
    A metade norte de Marte parece mais nova, porque possui menos crateras de impacto e não tem nenhuma estrutura magnética para contar a história. Portanto, o campo deve ter acabado antes da formação das rochas, que deve ter ocorrido há cerca de 3,8 bilhões de anos.
    “Com o campo enfraquecido, o vento solar foi então capaz de arrancar a atmosfera e também houve um aumento da radiação cósmica, chegando até a superfície”, disse ele. “Essas duas coisas seriam má notícia para qualquer vida que possa ter se formado na superfície - ou a extinguindo ou forçando a sua migração para o interior do planeta.”
    O campo magnético da Terra sempre se refez, mas como continua a girar e a enfraquecer, poderá apresentar desafios. Os satélites poderão ficar mais expostos ao vento solar, o que pode ser um problema, pois a indústria do petróleo usa as leituras do campo para direcionar as perfurações.
    Na natureza, os animais que usam o campo poderão ficar bastante confusos. Pássaros, abelhas e alguns peixes o utilizam para navegação, assim como as tartarugas marinhas, cujas longas vidas, que facilmente podem ultrapassar um século, indicam que uma geração poderia sentir os efeitos. Os pássaros poderão superar o problema, porque estudos mostram que eles têm sistemas que se fiam nas estrelas e em marcos terrestres, incluindo estradas e linhas de energia, para encontrar o seu caminho.

Disponível em: <http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI6199788-EI8147,00- Reversao+do+campo+magnetico+esta+atrasada+e+preocupa+cientistas.hml> Acesso em: 10 dez. 2012. [Adaptado]


    Assinale a alternativa que apresenta o efeito imediato do desaparecimento do campo magnético terrestre.



TEMPO NA QUESTÃO

Relógio00:00:00

Gráfico de barras Meu Desempenho

Física Eletricidade e Magnetismo

Total de Questões: ?

Respondidas: ? (0,00%)

Certas: ? (0,00%)

Erradas: ? (0,00%)

Somente usuários cadastrados!

Postar dúvida ou solução ...