WhatsApp do Vestiprovas
Compartilhar

Responder Questão:

Rio de Janeiro CMRJ - 6o 2010.2 Questão: 8 Português Geral 

 Realmente, o modelo tradicional do herói, mitológico ou representado por uma pessoa que adquiriu qualidades incomuns, ganhou expressões novas na modernidade. As roupas, máscaras, ações, nomes, “superpoderes” adaptaram-se ao estilo de vida atual, com seus problemas, como, por exemplo, a pressa e a violência. Daí que encontramos heróis de atitudes bastante “normais”. Por exemplo, sabe o Homem-Aranha? Na letra da música do compositor Jorge Vercilo, ele se tornou um pai de família de poderes bem conhecidos... Pena que, nessa situação de concurso, você não poderá escutar a canção: uma letra sem a melodia tem apenas a metade de sua expressividade. 

[figura]

TEXTO II

Homem-Aranha

Eu adoro andar no abismo
Numa noite viril de perseguição
Saltando entre os edifícios
Vi você
Em poder de um fugitivo
Que, cercado pela polícia, te fez refém
Lá nos precipícios
Foi paixão à primeira vista
Me joguei de onde o céu arranha
Te salvando com a minha teia
Prazer, me chamam de Homem-Aranha
Seu herói

Hoje o herói aguenta o peso
Das compras do mês
No telhado, ajeitando a antena da tevê
Acordado a noite inteira pra ninar bebê

Chega de bandido pra prender,
De bala perdida pra deter
Eu tenho uma ideia:
Você na minha teia
Chega de assalto pra impedir,
Seja em Brasília ou aqui
Eu tive a grande ideia:
Você na minha teia
Hoje eu estou nas suas mãos
Nessa sua ingênua sedução
Que me pegou na veia
Eu tô na tua teia

VERCILO, Jorge. "Homem-Aranha". In: Elo. CD 5373042. EMI MUSIC, 2002.

Na parte final da letra da canção, a “voz” do herói apaixonado declara que teve “uma ideia”: “Você na minha teia” (ℓ. 20 e 24). Na construção do texto, os dois pontos usados depois da palavra “ideia” servem para: 



TEMPO NA QUESTÃO

Relógio00:00:00

Gráfico de barras Meu Desempenho

Português Geral

Total de Questões: ?

Respondidas: ? (0,00%)

Certas: ? (0,00%)

Erradas: ? (0,00%)

Somente usuários cadastrados!

Postar dúvida ou solução ...